Metrocles de Maronéia

Filósofo cínico do século III AC. Irmão de Hiparquia, esposa de Crates de Tebas. Foi discípulo primeiro de Teofrasto, depois de Xenócrates e, por fim, de Crates (Teles, Diatribe 4A).

De acordo com Hecaton de Rodes, ele queimou todos os seus próprios escritos, mas outros dizem que foram queimados apenas as anotações que ele fez na escola de Teofrasto (D.L. 6.95). Especializou-se, evidentemente, na chreia, uma história curta ou apotegma que pode ser aprendida de cor e lembrada em momentos difíceis da vida. Os discípulos aparentlemente atribuídos a ele no final de D.L. 6.95 são, mais provavelmente, discípulos de Crates.

Morreu muito velho, segurando a respiração. Deve ser observado que Estilpon escreveu um diálogo chamado Metrocles (fr. 190 Doring).

Cf. Re 15.2 (1932) cols. 1483-84 (von Fritz).


Artigo Relacionado:

Lista de Filósofos Cínicos

Filósofo por paixão. Ex-seminarista da Ordem dos Franciscanos. Humanista. Áreas de interesse: Cinismo; materialismo francês; Sade; Michel Onfray; ética. Idealizador e escritor do Portal Veritas desde dez/2005.