Enomau de Gádara

Século II DC. Contemporâneo de Adriano, ele foi o autor de inúmeras obras citadas no Suídas: Perì Kinismon (Sobre o Cinismo), Politéia (República), Perì tes kat Omeron Filosofías (Sobre a Filosofia de Acordo com Homero), Perì Krátetos Kai idogenois Kai Ton Aoipon (Sobre Crates e Diógenes e o Resto). De acordo com Juliano, ele escreveu tragédias (Or. 7.6.210d-211a), uma obra chamada E Ton Kynos Aytofonia (A Própria Voz do Cão) e um Katà Ton Kresterion (Contra os Oráculos). Essa última obra pode provavelmente ser identificada com o Goeton Forá (Os Charlatões Expostos), fragmentos do qual foram preservados por Eusébio, Praeparatio Evangelica. Nessa obra, Enomau atacava o determinismo estóico e zombava dos oráculos. Juliano fez fortes críticas às suas obras.



Cf. RE 17.2 (1937) cols. 2249-51 (Mette).


Artigo Relacionado:

Enomau

Lista de Filósofos Cínicos

Filósofo por paixão. Ex-seminarista da Ordem dos Franciscanos. Humanista. Áreas de interesse: Cinismo; materialismo francês; Sade; Michel Onfray; ética. Idealizador e escritor do Portal Veritas desde dez/2005.