Dion Cássio

DIÃO, CÁSSIO (Dio, Cassius), historiador; cônsul em 205/206 e 229 d.C.

Originário da cidade de Nicéia, na Bitínia, Cássio Dião talvez fosse parente, pelo ramo materno da família, de Dião Crisóstomo. Nascido por volta de 163/164, foi para Roma em 180, e iniciou carreira no Senado, talvez no fim da década.

Em 193, quando Severo entrou em Roma, Dião enviou-lhe um panfleto que havia escrito sobre os sonhos e presságios que previam a subida de Severo ao poder. Tornou-se amigo do imperador e um de seus conselheiros. Mais tarde, foi nomeado curador de Pérgamo e de Esmirra pelo imperador Macrino.


Governou a África (talvez em 223), a Dalmácia (224 – 226) e a Panônia Superior (226 – 228). Seu segundo consulado foi particularmente notável, porque seu colega foi o imperador Severo Alexandre. Em seguida, voltou para Nicéia.

Escreveu uma história das guerras civis de 193-197 d.C. (esta obra, assim como o panfleto com seus sonhos, se perdeu), mas seu principal trabalho (escrito em grego) é uma história de Roma, desde sua fundação até a morte de Severo Alexandre. Foi escrita no período de 207 a 219 d.C., com exceção da última parte, e possui grande quantidade de material excelente, principalmente sobre a época de sua própria vida. O texto original dos livros 36 a 54 (que cobrem os anos 68 a 10 ªC) foi preservado na íntegra, enquanto se preservaram apenas parcialmente os livros 55 a 60 (de 9 ªC a 46 d.C) e os livros 79 e 80 (de 217 a 220 d.C.). O restante da obra deve consistir em versões resumidas, elaboradas por eruditos de Bizâncio durante os séculos X e XII.


Artigos Relacionados:


Tácito

História Augusta

Suetônio

Filósofo por paixão. Ex-seminarista da Ordem dos Franciscanos. Humanista. Áreas de interesse: Cinismo; materialismo francês; Sade; Michel Onfray; ética. Idealizador e escritor do Portal Veritas desde dez/2005.