História Augusta

HISTÓRIA AUGUSTA (Scriptores Historiae Augustae)

História Augusta é o título moderno de uma coleção de biografias imperiais existentes até hoje. Essas biografias de imperadores incluem os césares e os usurpadores e cobrem um período que vai de 117 a 184 DC, com uma lacuna entre os anos 244 e 259.

Foram escritas à maneira de Suetônio e, segundo se afirma, por seis autores durante o reinado de Diocleciano e Constantino. Os seis autores desconhecidos citam mais de uma centena de cartas imperiais ou documentos que não puderam ser confirmados em outras fontes (e são, muitas vezes, implausíveis). Citam também vários outros escritores que não são citados em nenhum outro lugar, ao lado de fontes genuínas como Herodiano ou Mário Máximo.


Muitos eruditos consideram hoje fictícios esses documentos e escritores, bem como seu contexto. Estudos de estilo e linguagem sugerem que os seis autores também são uma ficção, e que a História é obra de uma pessoa que a escreveu mais tarde. Nenhuma fonte do século IV a menciona, e suas próprias referências e anacronismos sugerem que foi escrita nos anos 390, também em Roma.

Infelizmente, História Augusta é o mais importante texto conhecido para o estudo dos mal documentados século II e III. Muitos esforços foram devotados `a tentativa de investigar suas fontes, seus propósitos – se existem – e, em geral, separar verdade da ficção. A obra tem também certo interesse intrínseco como uma espécie de romance do fim da antiguidade.


Artigos Relacionados:


Tácito

Dion Cássio

Suetônio

Filósofo por paixão. Ex-seminarista da Ordem dos Franciscanos. Humanista. Áreas de interesse: Cinismo; materialismo francês; Sade; Michel Onfray; ética. Idealizador e escritor do Portal Veritas desde dez/2005.