Teágenes de Patras

Filósofo cínico do século II DC.

Originalmente de Patras, foi discípulo de Peregrino e um exaltador excessivo de seu mestre, particularmente quanto ao tema de seu suicídio pelo fogo. Ele compara Peregrino aos gimnosofistas da Índia.

Luciano é duramente crítico a Teágenes e à sua linha de cinismo. Galeno (Methodi Medendi 13.15, 10.909-10 Kuhn) lembra como ele ensinava publicamente no Fórum de Trajano, todos os dias, e diz que ele morreu quando recebeu um tratamento inadequado para uma inflamação no fígado do doutor Atalo, um aluno de Sorano. Porém, apesar disso, deveria o cínico ser identificado com o filósofo Teágenes que, de acordo com Luciano (Cataplus 6), cometeu suicídio por amor à cortesã de Mégara? J. Bernays, Lucian und die Kyniker, Berlin, 1879, p. 90, n. 7, rejeita a idéia. Cf. RE 5A2 (1934) cols. 1348-49 (Annelise Modrze).

Filósofo por paixão. Ex-seminarista da Ordem dos Franciscanos. Humanista. Áreas de interesse: Cinismo; materialismo francês; Sade; Michel Onfray; ética. Idealizador e escritor do Portal Veritas desde dez/2005.