Critão

(121) Critão era um cidadão de Atenas, extremamente devotado a Sócrates, de quem cuidava tanto que negligenciava suas próprias necessidades. Seus filhos Critôbulos, Hermogenes, Epigenes e Ctésipos também foram discípulos de Sócrates. Críton escreveu dezessete diálogos, reunidos em um único livro, com os seguintes títulos:

A Instrução não Torna os Homens Melhores; Da Superfluidade; Do que é Conveniente, ou O Estadista; Da Beleza; da Meleficência; Da Boa Ordem; Da Lei; da Divindade; Das Artes; Da Vida em Sociedade; Da Sabedoria; Protágoras, ou O Estadista; Das Cartas; Da Poética; Da Instrução; Do Conhecimento, ou Da Consciência; Que é Conhecimento?


Diógenes Laércio, Livro II, Capítulo 12

Filósofo por paixão. Ex-seminarista da Ordem dos Franciscanos. Humanista. Áreas de interesse: Cinismo; materialismo francês; Sade; Michel Onfray; ética. Idealizador e escritor do Portal Veritas desde dez/2005.