Fadilla

FADILLA (159 - depois de 190), Princesa romana, filha do imperador Marco Aurélio e Faustina, irmã de Cômodo

Fadilla é a oitava criança de Marco Aurélio, aparente herdeiro do imperador Antonino Pio e Faustina. Mesmo para a antiguidade, a família de 14 meninos fora muito grande, e isso foi reconhecido: moedas foram cunhadas para celebrar a fertilidade (fecunditas) da imperatriz.

Quando ela completou dois anos, seu pai a associou ao trono com um importante marido. Foi um nobre e obscuro homem, que sonhou com a púrpura imperial para si, porque os meninos da família estavam mortos. Somente Cômodo sobreviveu e é possível que sua morte tenha sido tramada por Fadilla e suas irmãs Lucilla e Annia Faustina. Casa-se com Marco Peduceo Plautio Quintilo, que é filho de Marco Peduceu Stloga Priscino (cônsul em 141), que alcançou grande nobreza. Ele assume o consulado em 177, juntamente com o imperador.

Quando Marco Aurélio morre em 180, Cômodo lhe sobrevive e se faz líder do mundo mediterrâneo. Sendo mais moça, Fadilla torna-se sua principal conselheira. Sua influência foi expressiva. De acordo com o autor grego Herodiano, que escreveu História do Império Romano, 1.13.1, ela indica Cleandro como prefeito do Pretório, proporcionando-lhe grande poder. Dion Cássio, entretanto, dirá que essa indicação foi dada a Cômodo por sua amante Márcia (História Romana, 73.13.5), mas isso é um erro, inspirado no fato de que Márcio exerceu importante papel no despotismo de Cômodo, e em 192, quando assassinado.

A família real ficou, então, desacreditada. Cômodo exerceu um reinado de terror em seus últimos anos. Nada se sabe sobre o futuro de Fadilla: um dos adversários de Cômodo, Pertinax, assume a púrpura imperial. Ele foi assassinado depois de um breve reinado, e uma nova dinastia foi formada por Sétimo Severo, que ordenara a execução de Marco Peduceo Plautio Quintilo em 205. Não se sabe se Fadilla sobreviveu.

_________

Artigos Relacionados:









Filósofo por paixão. Ex-seminarista da Ordem dos Franciscanos. Humanista. Áreas de interesse: Cinismo; materialismo francês; Sade; Michel Onfray; ética. Idealizador e escritor do Portal Veritas desde dez/2005.